113_Sol - Pausas e vírgulas

Pausas e vírgulas
Parou?...Parou por quê?
Quem, eu..? Imagina...
Vírgula !
Pausas e vírgulas
Ir para o conteúdo
LITERATURA > 2_Poesia_P > 2b_Tatiane_P > 2023_Tati_P > 8_Ag_23_Tati_P
LITERATURA > Poesias
27/08/2023
Tatiane Sancho
Meus Poemas, para sonhar e realizar

* * * * * *
Sol
Raios de sol inundam minha face,
Acariciam-me como pontas de dedos
Roçando a pele palpitante, cheia de medos.
Absorvo todo seu calor e energia,
Sugando cada átomo, cada partícula,
Recebo como um presente valioso.
Sinto frio aqui dentro do peito,
Sou terra seca no deserto de sentimentos.
E cada célula do meu corpo se renova
A cada raio que penetra o meu ser,
Provocando uma realidade diferente,
Melhor, acolhedora, aconchegante.
Esses raios queimam e dão prazer,
Ferem e protegem,
São meu pai e minha mãe,
E meus irmãos também,
Que estão nesses raios.
Estamos todos juntos
Unidos com o sol.
Sinto uma infinita liberdade
Dentro do peito, dentro de mim.
Deixo-me dominar pelos raios,
Disparo em direção
Do maravilhoso sol.
Perco-me nele e encontro o céu.

* * * * * *

La imagen es del sitio pixabay
* * * * * *
Tema musical
Sushine - Pôr do Sol
Música e imagen son del sitio pixabay
* * * * * *
Para oir este poema en la dule voz de
Tatiane clique > AQUI <
* * * * * *
Pausas e vírgulas

Contato
pausasevirgulas@gmail.com
Voltar para o conteúdo