1_Eureca_Junho23 - Pausas e vírgulas

Pausas e vírgulas
Parou?...Parou por quê?
Quem, eu..? Imagina...
Vírgula !
Pausas e vírgulas
Ir para o conteúdo
LITERATURA > 2_Poesia_P > 2.1_Partic_Eventuais > Rogério de Almeida > 6_Junho_23
LITERATURA > EVENTUAIS > POESIAS > 1ª PÁGINA
04/06/2023
Rogério de Almeida


Breves palavras para fazer a minha apresentação no site Pausas e Vírgulas.
Sou gaúcho da cidade de Cachoeira do Sul, residindo atualmente em Porto Alegre.

Eu sou um autodidata.
Minhas atividades artísticas são realizadas em vários campos:

Artes Plásticas com trabalhos com guache e ilustração digital.
Faz anos que eu trabalho com a Spectrum Vídeo Digital fazendo Storyboards.

Música tocando teclado e compondo usando os programas Daw.

Claro que uma outra atividade importante é a Literatura, poemas, prosa entre outros.
Também tenho escrito o livro Um Louco que a Loucura Curou.

Finalizo esta apresentação com um poema,
curto, mas que causa, digamos que...

Vertigem


As nuvens constroem castelos pelo céu,
arquitetura de água imponderável.
O amor pelas nuvens cria em nós a anti gravidade.
* * * * * *
O site Pausas e Vírgulas tem o prazer de contar com a presença nas suas páginas do Rogério,
que nesta, sua primeira participação, e que tomara sejam muitas mais,
nos oferece um belo texto da sua autoria, e  cujo título tem intima relação com o encanto de descobrir.

Bem-vindos e boa leitura
* * * * * *
EURECA
O poeta procurava desesperadamente nos seus alfarrábios o ensinamento
que seria a chave para a compreensão de tudo;
o ditado mágico que lhe abriria os olhos para o mundo  verdadeiro,
que ainda não existia.
Mas era tanta coisa, coisa enganosa, erros sobre erros,
que nem mesmo a sua intuição, muito desenvolvida, dava conta.
Apelou para a sua bondade e tentou ouvir o seu coração,
mas este estava enferrujado.
O sangue era espesso e a cada batida doía.
Procurou usar a vontade,
mas ela tinha se desgastado pelos anos de luta.
Quando não havia mais solução,
apelou para o nada e se lembrou que era uma criancinha,
e como tal não tinha ansiedade,

apenas queria aprender.
* * * * * *
Pausas e vírgulas

Contato
pausasevirgulas@gmail.com
Voltar para o conteúdo