Sônia_6º_PElisa - Pausas e vírgulas

Pausas e vírgulas
Parou?...Parou por quê?
Quem, eu..? Imagina...
Vírgula !
Pausas e vírgulas
Ir para o conteúdo
MÚSICA > 1_Participantes_Titulares > 2_Conserv_Villa_Lobos > 2_Página_Sônia > 2.2_Ano_2022 > 2.2d_Abril_22
MÚSICA
Conservatório HEITOR VILLA LOBOS
11/04/2022
Sônia Oliveira Martins
m

Pianista e Compositora
m
* * * * * *
Suas Interpretações e Composições
Página 14
m
* * * * * *
As sílabas..."li...sa"...e seus Mistérios

Diálogo desenvolvido entre o

Dalzio
...e a pianista

 Sônia Oliveira Martins
-Olá Sônia, bom dia.
 m
-Bom dia Dalzio, tudo bem?
m
- Sim, pensando um pouco nas sílabas “li sa”. No português, claro.
 m
- Em quê?
m
- Nas combinações possíveis dessas duas sílabas e suas relações com arte e mistérios.
 m
- Primeiro esclarece se é mistério de origem natural ou provocado por um segredo?
 m
– He he he...espertinha esta Sônia.
m
- Mas Sônia, tratando-se de Arte, e como esta é produzida pelo homem,
os mistérios pelo geral são resultado de segredos.
 m
- De alcovas? He he he....
 m
- Envolvendo os dois sexos?  Sim, são de alcova.
Mas o que interessa são os resultados que produziram.
m
- É verdade, muitas obras de arte,
e que hoje admiramos não existiriam sem as paixões,
nossas!,
que as provocaram.
m
- Totalmente de acordo.
Mas tempero primordial é o talento
acompanhado com estudos sem fim...
para que se desenvolva e produza seus frutos.
m
- Tudo muito bonito, mas e as sílabas
“li sa”,
m
qual é a sua relação com os segredos?
m
- Para meu aniversário ganhei de presente um livro cujo título é
Mona Lisa e seus mistérios.
 m
-  Ah, claro no seu nome tem as duas sílabas mencionadas.
- Exato, a conclusão final me chamou muito a atenção...
m
- Que é...?
m
- Ela, textualmente expressa que teríamos nessa pintura de Leonardo da Vinci
m
uma imagem idealizada...uma obra predominantemente simbólica...
não mais a representação de dada mulher,
mas a ambiciosa e brilhante representação da humanidade...
m
- Percebo, sim, e é verdade o que se afirma.
m
- E presta atenção ao seguinte, Sônia:
as duas sílabas aparecem de novo nessa obra de Beethoven,
que tu estás interpretando hoje, Sônia.
m
- Tens razão, os conceitos referidos à Mona Lisa
podem ser aplicados a “Para Elisa”.
Quero dizer que deixa de ser só um tema musical
e se transforma num símbolo.
 m
Que a humanidade toda conhece.
m
- É isso Sônia!
Já não interessa quem era Elisa, como “pessoa dada”,
já que nestas alturas, desejar saber
é só curiosidade individual
 m
- Sim, concordo.
m
Duas nações, Italia e Viena,
dois gênios, Leonardo da Vinci e Ludwing Beethoven...
e duas Musas.
E as duas obras aparecem só com diferença de três séculos entre elas.
m
- E isso Sônia, volto a dizer,
já não interessam suas identidades, já que
as duas, estão hoje  bem presentes no imaginário coletivo.
m
- Há uma frase no livro Beethoven,
e atribuída ao compositor, cujo texto é o seguinte:
 m
”Eu escrevi, não para vocês, mas para aqueles que virão”
 m
Não foi dirigida à partitura de Para Elisa especificamente,
mas eu a considero válida para toda a sua obra.
mm
-Bem Sônia, a seguir
vamos ouvir a tua interpretação
do tema >
Clique no título ou na imagem
m
m
de

m
* * * * * *
Como sempre afirmo, seja qual seja a emoção, sempre há beleza...
Não acham?...Sim, continuamos achando!
m
* * * * * *
Pausas e vírgulas

Contato
pausasevirgulas@gmail.com
Voltar para o conteúdo